Get Adobe Flash player
Google
web neste site




Alucinógenos

Designação dada a diversas drogas que possuem a propriedade de provocar uma série de distorções no funcionamento normal do cérebro, que trazem como consequência uma variada gama de alterações psíquicas, entre as quais alucinações e delírios, sem que haja um estímulo ou depressão da atividade cerebral.

LSD

O LSD, ou seja, a dietilamida do ácido lisérgico é uma substância sintética, produzida em laboratório. Ela foi descoberta acidentalmente pelo cientista suíço Hoffman, que ingeriu uma pequena quantidade da droga. A partir disso, iniciaram-se experiências terapêuticas com o LSD.

     
                                                                    Ponto de LSD

Ela foi utilizada para o tratamento de doenças mentais, mas hoje em dia sabe-se que ela  não tem utilidade médica. Ela é talvez a substância mais ativa que age no cérebro. Pequenas doses já produzem grandes alterações.

É considerada a mais potente droga alucinógena. É um líquido claro, usado em gotas ou selinhos com figuras e desenhos (pedaços de papel impregnados com LSD). Sendo rapidamente absorvido pela boca. Os efeitos surgem em cerca de 30 minutos e podem durar de 4 a 12 horas.

Seus efeitos dependem muito da situação de uso, das carcterísticas da pessoa que usa e do estado de humor em que ela se encontra. Os usuários chamam de "viagem boa"quando tem alucinações coloridas, com visões de objetos que se movem e de figuras engraçadas, e de "viagem má" se as alucinações ou delírios são tristes ou dão medo.

Efeitos psíquicos mais importantes:
  • alucinações visuais e auditivas intensas
  • percepção de cores e formas alteradas
  • fusão dos sentidos (sons podem ser percebidos como cores)
  • perda da capacidade de calcular tempo e espaço
  • delírios de grandiosidade (o indivíduo se julga com capacidades ou forças extraordinárias como voar, andar sobre a água, parar um carro em movimento com a força do pensamento)
  • delírios persecutórios ( acredita ver a sua volta indícios de uma conspiração contra ele e pode até agredir outras pessoas numa tentativa de defender-se)
Outros efeitos tóxicos:

Há descrição de pessoas que experimentam sensações de ansiedade muito intensa, depressão e até quadros psicóticos por longos períodos após o uso.

Uma variante desse efeito é o flashback, quando  após semans ou meses após o uso, o indivíduo volta a experimentar todos os efeitos psiquicos da droga, sem ter consumido novamente a substância, com consequências imprevisíveis,  uma vez que tais efeitos não estavem sendo procurados ou esperados e podem surgir em ocasiões bastante impróprias.

Efeitos fisiológicos
  • aceleração do pulso
  • dilatação da pupila
  • episódios de convulção já foram relatados, mas são raros

PSILOCIBINA (cogumelos)

 

                   
                                             cogumelo alucinógeno

O cogumelo Psilocibe mexicana era utilizado por antigas civilizações (Maias e Astecas) há pelo menos 3000 anos, em cerimônias religiosas. Existem várias espécies de Psilocibe, que possuem uma substância chamada psilocibina, responsável pelos efeitos alucinógenos. Esses cogumelos têm sido usado pelos jovens para ter "viagens". São usados na forma de chá ("chá de cogumelo") ou comidos de forma natural. Devido a grande dificuldade em diferenciar os cogumelos alucinógenos dos tóxicos, alguns quadros de intoxicação severa podem ocorrer.


Ayahuasca

O uso da Ayahuasca geralmente é restrito a rituais religiosos, principalmente os do Santo Daime e da União Vegetal. O chá de ayahuasca é feito com duas plantas:
  • cipó caapi (Banisteriopis caapi, que contém harmina e harmalina)
  • Folhas de um arbusto conhecido como chacrona ou rainha (Psichotria viridis, que contém uma substância chamada dimetilptamina - DMT)
O uso religioso da Ayahuasca, reconhecido pela sociedade brasileira como prática religiosa legítima, foi regulamentado pelo Conselho Nacional sobre Drogas - CONAD, através da resolução Nº 5 CONAD, de 04 de novembro de 2004, que dispõe sobre o uso religioso e sobre a pesquisa da Ayahuasca.

Seus efeitos a longo prazo ainda não foram relatados em pesquisas científicas, gerando dúvidas quanto ao seu uso, pois não deixa de ser uma droga muito potente e com o seu uso autorizado nos deixa claro que essa é mais uma droga lícita, mas que não deixa de ser droga e causa danos a saúde tanto fisica como emocional.

Em 2010 um lider de uma seita que usava essa substância para sua práticas "religiosas" foi assassinado por um integrante do grupo, e foram identificados sérios problemas psicóticos no assassino, deixando a dúvida se os trantornos psiquiátricos no jovem poderiam ter sido potencializados pelo uso da Hayauasca.

Anticolinérgicos

São substâncias provenientes de plantas ou sintetizadas em laboratório que têm a capacidade de bloquear as ações da acetilcolina, um neurotransmisor do SNC e do SNP (Sistema Nervoso Periférico).

Produzem efeitos sobre o psiquismo quando utilizadas em doses relativamente grandes e também provocam alterações de funcionamento em diversos sistemas biológicos, portanto são drogas  pouco específicas.

Como efeitos psíquicos, os anticolinérgicos causam alucinações e delírios. São comuns as descrições de pessoas intoxicadas que se sentem perseguidas ou tem visoões de pessoas ou animais. Esses sintomas dependem bastante da personalidade do indivíduo, assim como as circunstâncias ambientais em que ocorreu o consumo dessas substâncias.

Os efeitos são, em geral, bastante intensos e podem durar até 2 ou 3 dias.

Entre os anticolinérgicos naturais, o chá de Datura (lírio branco, trombeteira ou saia branca) é o mais comum no Brasil, podendo causar intoxicações acidentais.

   
                                                                     trombeteira

Também existem medicamentos com o mesmo princípio ativo o mais conhecido é a triexifenidila (Artane) que quando usado em doses elevadas, podem provocar alucinações intensas.

Efeitos no organismo:
  • dilatação da pupila
  • boca seca
  • aumento da frequência cardíaca
  • diminuição da motilidade intestinal (até paralisia intestinal)
  • dificuldade para urinar

Get Adobe Flash player